Notícias

Imprimir
  • 17/02/2020 Educação

    Pressão da comunidade garante manutenção de RIT para pedagogas

    Pressão da comunidade garante manutenção de RIT para pedagogas
    Comunidade do CEI Augusto Cesar Sandino se mobiliza e garante contratação de pedagoga
    Apesar da conquista, concurso interno para área não é realizado desde 2011 o que deixa escolas e CMEIs sem o profissional

    O ano letivo na rede municipal de educação mal começou e as professoras e professores da rede já estão tendo que lutar para que a Prefeitura cumpra sua obrigação e os alunos tenham acesso àquilo que lhes é de direito.

    No dia 6 de fevereiro, quinta-feira, a Secretaria Municipal de Educação (SME) havia liberado a contratação de pedagogas pelo Regime Integral de Trabalho (RIT). Ou seja, as professoras com formação adequada poderiam se candidatar ao RIT como pedagogas. Com isso, em poucos dias, as direções das escolas e CMEIs encontraram trabalhadoras para exercer a função nas unidades e encaminhavam a contratação quando foram surpreendidas por uma normativa da Prefeitura que só permitia RIT entre as pedagogas de carreira da rede.

    É importante relembrar que nem o governo de Rafael Greca e nem o de Gustavo Fruet realizaram concurso interno para pedagoga. A rede municipal de ensino não realiza esse procedimento desde 2011, o que significa que temos um rombo entre esse segmento de profissionais nas unidades escolares.

    Boa Vista

    Ao saber que a escola poderia ficar sem pedagoga para o atendimento de pais e alunos, a comunidade da Escola Municipal CEI Augusto Cesar Sandino, da regional do Boa Vista, se mobilizou e pressionou a SME para manter os contratos RITs. Ao longo de dois dias, pais, mães e professores ligaram para o Núcleo Regional e também registaram a reclamação pelo 156. A cobrança surtiu o efeito necessário e a administração retomou os RITs. Entretanto, algumas escolas da regional ainda enfrentam problemas para liberação dos contratos.

    Mas, para além da liberação dos contratos RITs, é urgente a realização de concurso interno para pedagogas da rede. Apesar do problema da liberação das contratações ter sido localizada na regional do Boa Vista, faltam pedagogas em toda a cidade.

    Enquanto o desprefeito Rafael Greca faz sua propaganda no Fórum de Gestores da SME, anunciando reajuste na verba do fundo rotativo, a realidade dos servidores continua sendo a de sobrecarga de trabalho devido à falta de professores e pedagogos. A gestão esperou começar o ano letivo para anunciar que vai convocar mais trabalhadores através de contratações mais precárias, o chamado Processo Seletivo Simplificado (PSS), ao invés de realizar concursos públicos.

    O governo só precisa de vontade política para avançar na melhoria da qualidade da educação Pública de Curitiba. Enquanto continuar atendendo aos das empresas de asfalto, os serviços públicos não serão prioridade. Nossa luta em defesa de saúde, educação, assistência e cultura continua. Firmes!

    Imprensa sismuc e sismmac
Voltar para o Índice

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS