Opinião

  • 02/08/2021

    Conselho do IPMC marca reunião para mudar aposentadoria de servidores

    Conselho do IPMC marca reunião para mudar aposentadoria de servidores
    Arte: CTRL S
    Proposta impactará drasticamente o salário de todos os trabalhadores do município caso seja aprovada

    Os representantes dos sindicatos SISMMAC e SISMUC, que compõem o Conselho de Administração do IPMC, vão reforçar a posição dos trabalhadores do município contra o ataque da gestão Greca ao Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Curitiba (IPMC) e intensificar a pressão contra o confisco dos salários dos servidores da ativa, aposentados e pensionistas nesta sexta-feira (6), às 8h30, durante a reunião extraordinária do Conselho Administrativo do IPMC.

    Areunião terá como única pauta a Proposta de alteração do Plano de Custeio e do Plano de Benefícios. Em abril deste ano, os sindicatos SISMMAC, SISMUC e SIGMUC tiveram acesso antecipado ao documento que representa um novo pacotaço contra a aposentadoria dos servidores. A proposta, que segue os moldes da Reforma da Previdência de Bolsonaro e Paulo Guedes, impactará drasticamente o salário de todos os trabalhadores do município caso seja aprovada.

    Apesar dos servidores municipais de Curitiba serem representados por um voto dentro do Conselho de Administração do IPMC, esse é um espaço muito aparelhado pela Gestão, já que a maioria dos conselheiros são indicações diretas da gestão Greca. A Associação dos Aposentados é incluída como representante dos servidores, mas essa entidade já esteve do lado da Prefeitura em diversos ataques aos direitos dos servidores, como o saque de R$700 milhões do IPMC, o aumento da alíquota do ICS e o regulamento da CuritibaPREV.


    Relembre os ataques

    A proposta da gestão Greca representa um verdadeiro confisco nos salários e aposentadorias. Um dos pontos centrais do ataque está na alíquota de desconto do IPMC. Além dos 14% que os servidores da ativa já contribuem ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC), está prevista mais uma alíquota extraordinária de 4% durante 20 anos

    A proposta também prevê que todos os aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 1.100 paguem a alíquota de 14% sobre o valor que exceder o salário-mínimo. Hoje, somente pensionistas que recebem acima de R$ 6.437,57 pagam essa contribuição. Então, o que Greca quer confiscar pode chegar a mais de 10 mil reais por ano, uma fatia generosa do benefício dos servidores aposentados que contribuíram durante décadas com o serviço público.

    Confira no vídeo abaixo uma análise sobre esse grave ataque, com detalhes sobre o documento. E fique atento ao site e às redes sociais dos sindicatos para mais informações sobre as próximas ações contra esse novo pacotaço da gestão Greca.


Ver índice de opinião

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba
Rua Nunes Machado, 1577 - Rebouças, Curitiba - PR. CEP: 80220-070     Fone/Fax: (41) 3322-2475 | (41) 98407-4932     E-mail: sismuc@sismuc.org.br
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

DOHMS